You are here

Que perguntas devem os pais fazer a um banco de família sobre os seus padrões no laboratório?

  • O laboratório de sangue de cordão é acreditado por alguma agência com standards específicos e inspecções regulares na área dos bancos de sangue de cordão? (Ex: AABB, FACT)
  • Se viver num dos estados dos EUA que requerem licença de banco de sangue de cordão (CA, MD, NJ, NY) apenas poderá usar os bancos que tiverem a licença do seu estado?
  • O laboratório processa sangue de cordão durante o dia inteiro ou só em determinados turnos?
  • Que bateria de testes é realizada com a amostra de sangue recolhido à mãe?
  • Que testes são realizados para identificar doenças infecciosas
  • Que testes para despistar contaminações faz o laboratório?
  • O laboratório rejeita unidades de sangue de cordão com base nos resultados dos testes sanguíneos à mãe, doenças infecciosas ou contaminações?
  • O laboratório tem um tanque provisório para armazenar as amostras de sangue de cordão cujos resultados das análises acima ainda não foram obtidos?
  • Que tipo de métricas usa o banco para contabilizar a quantidade de células e a sua viabilidade?
  • Em caso de a unidade de sangue de cordão ter um conteúdo celular não utilizável em transplantes convencionais, os pais são informados e têm a possibilidade de escolha entre armazenar ou descartar a amostra?
  • O banco oferece algum tipo de devolução no caso de se verificarem problemas durante a recolha do sangue de cordão (contaminações, pequenos volumes)? Estas devoluções usualmente só se verificam quando o banco de sangue de cordão tem o seu staff especializado para realizar as recolhas.
  • Que informação final irá constar no relatório final enviado para os pais depois do processamento e da criopreservação da amostra de sangue de cordão?